google maps toonline

Google Mapa faz mudanças pensando no georreferenciamento mundial

Caso você utiliza alguma API do Google Maps no seu site, observe as mudanças já em ação do google.

No seu site tem alguma API do Google Maps?

Alguma página do seu site exibe um mapa de localização da clínica, escritório, empresa ou serviço?

Este é um serviço fornecido pelo Google, gratuito para até 25.000 acessos diários no site (caso utilize a API de Javascript), ou seja, somente sites com um volume extremamente grande de acessos diários seria cobrado pelo serviço. Porém o Google está mudando o serviço dele (mais informações sobre as mudanças, podem ser vistas aqui: (https://cloud.google.com/maps-platform/user-guide/), e independente de seu site estar dentro do plano gratuito, agora será necessário cadastrar uma forma de pagamento (cartão de crédito) para eventuais cobranças, caso este limite de 25.000 acessos diários seja excedido.

O que isso afeta no meu site?

O prazo máximo para cadastrar esses dados de cobrança, é até 11 de junho de 2018, se até lá não for cadastrado nenhum dado de cobrança, os mapas que aparecem no seu site deixarão de funcionar.

O que preciso fazer?

Caso concorde com essa alteração do Google, você precisará incluir seus dados de cobrança na página onde suas APIs são gerenciadas (https://console.cloud.google.com/apis/). Outra alternativa, seria remover o mapa do Google e inserir uma imagem do mapa (jpg) com um link para o Google Maps, fazendo isso, você não teria mais um mapa navegável no seu site, porém continuaria tendo um mapa ilustrado.Existem também inclusões de mapa no site, utilizando outra tecnologia do Google (embed), neste caso, você provavelmente não utiliza nenhuma API e não precisará fazer nada.

Vou ter algum custo para fazer este procedimento?

O atual plano gratuito do Google, é bem amplo, desde que você não ultrapasse 25.000 acessos diários, você não terá cobranças adicionais, porém não posso dizer se futuramente o Google resolverá mudar suas políticas novamente, e passar a cobrar por este serviço (sinceramente acho bem difícil o Google passar a cobrar por qualquer utilização deste serviço, pois afetaria muita gente… o próprio Google informou que 98% dos sites que usam o Google maps estão dentro do plano gratuito, ou seja, são poucos que passam de 25.000 acessos diários).

Este estágio de desenvolvimento do ecossistema do Google Maps, inclui uma nova plataforma que agiliza as APIs já disponíveis e facilita sua implementação. As 18 APIs agora estão divididas em três categorias simples: mapas, rotas e lugares. No entanto, o código existente não será afetado. Pense nisso como uma forma de tornar as APIs do Google Maps mais acessíveis para futuros clientes. Os dados do Google Maps estão sendo abertos aos desenvolvedores de jogos, o que leva a mais experiências de jogos baseadas em localização, como o Pokemon Go e de empresas do setor automobilístico.

Caso queira saber mais sobre os custos envolvidos, caso você ultrapasse a cota gratuita dos serviços do Google, basta consultar neste link: https://developers.google.com/maps/pricing-and-plans/