Postagens Blog

  • 30 Out

    Recurso do Google Lens agora nos resultados da Pesquisa de imagens do Google

    Os pesquisadores podem usar o Google Lens diretamente na Pesquisa de imagens do Google no celular para algumas imagens.

    O Google anunciou que agora está lançando o botão do Google Lens nos resultados de pesquisa do Google Image. O Google Lens, lançado em maio de 2017, é uma ferramenta de pesquisa visual para ajudar as pessoas a aprender mais sobre imagens e o que elas estão olhando visualmente. Adicionar essa ferramenta à pesquisa de imagens permite que os usuários aprendam mais sobre as imagens em que clicaram na Pesquisa de imagens do Google.
    O Google disse: "A partir de hoje, quando você vir algo em uma imagem sobre a qual deseja saber mais, como um marco em uma foto de viagem ou um papel de parede em uma sala elegante, use a Lente para explorar a imagem."

    Aqui está um GIF dele em ação na pesquisa de imagens:

     

     

    O Google Lens faz parte do Google Assistente e do Google Fotos há algum tempo e também é um ótimo recurso no smartphone Pixel. Como vejo o Google Lens na pesquisa de imagens? Depois de visualizar uma imagem, você verá um ícone do Google Lens na imagem, conforme ilustrado acima no GIF. Pessoalmente, eu ainda não o vejo, por isso ainda pode ser lançado. E se eu não o ver ainda? Não se preocupe, eu também não vejo e estou em Nova York. O Google disse que "Lens in Images está agora disponível na Web para pessoas que estão pesquisando em inglês nos Estados Unidos e que será implantado em breve em outros países, idiomas e locais do Imagens do Google". Por que isso é importante? Isso pode levar a mais formas de os pesquisadores encontrarem mais informações sobre objetos nas imagens sobre as quais desejam saber mais. Os SEOs precisam considerar alguma coisa? Não parece haver nenhum esquema ou marcação especial que os SEOs precisam adicionar para aproveitar melhor a classificação do Google Lens. O Google Lens é apenas um novo recurso de pesquisa que foi adicionado à pesquisa de imagens do Google. Seria de se supor que as dicas de SEO típicas da Pesquisa de imagens do Google seriam suficientes aqui.

  • 29 Out

    O botão "Seguir" do Google Maps oferece às empresas uma nova maneira de se conectar com os usuários

    Os usuários podem obter atualizações de empresas na guia "Para você". O Google Maps está adicionando um botão "Seguir" às listagens de empresas que, quando clicadas, enviarão atualizações da empresa para a guia "Para você" do usuário. As novas empresas também poderão ter seus negócios listados por meio de um perfil do Google Meu Negócio até três meses antes da data de abertura. Por que os profissionais de marketing de pesquisa devem se importar? O Google Maps é um canal importante para os profissionais de marketing de pesquisa local que usam o Google Meu Negócio. Agora, com o acréscimo do botão "Seguir" às listagens de empresas encontradas no Google Maps, as empresas têm uma nova maneira de envolver os consumidores. Quando um usuário clica no novo botão "Seguir" em uma listagem de empresas, as atualizações do Google Postagens dessa empresa são entregues na guia "Para você" do usuário, uma área do Google Maps na qual o Google faz recomendações para usuários com base nas preferências. compartilhada. Agora, as novas empresas também poderão ter um perfil de negócios no Google Maps três meses antes da data de abertura, oferecendo às empresas a oportunidade de informar os usuários sobre novas aberturas de local. "E para aqueles de vocês que querem saber sobre todos os novos lugares que se abrem na cidade, você começará a ver os perfis dos lugares antes mesmo de abrir no Google Maps para Android e pesquisa para celular. Basta procurar a data de abertura laranja ", escreveu o gerente de produtos do Google Maps, Paul Cole.
  • 29 Out

    O botão "Seguir" do Google Maps oferece às empresas uma nova maneira de se conectar com os usuários

    Os usuários podem obter atualizações de empresas na guia "Para você". O Google Maps está adicionando um botão "Seguir" às listagens de empresas que, quando clicadas, enviarão atualizações da empresa para a guia "Para você" do usuário. As novas empresas também poderão ter seus negócios listados por meio de um perfil do Google Meu Negócio até três meses antes da data de abertura. Por que os profissionais de marketing de pesquisa devem se importar? O Google Maps é um canal importante para os profissionais de marketing de pesquisa local que usam o Google Meu Negócio. Agora, com o acréscimo do botão "Seguir" às listagens de empresas encontradas no Google Maps, as empresas têm uma nova maneira de envolver os consumidores. Quando um usuário clica no novo botão "Seguir" em uma listagem de empresas, as atualizações do Google Postagens dessa empresa são entregues na guia "Para você" do usuário, uma área do Google Maps na qual o Google faz recomendações para usuários com base nas preferências. compartilhada. Agora, as novas empresas também poderão ter um perfil de negócios no Google Maps três meses antes da data de abertura, oferecendo às empresas a oportunidade de informar os usuários sobre novas aberturas de local. "E para aqueles de vocês que querem saber sobre todos os novos lugares que se abrem na cidade, você começará a ver os perfis dos lugares antes mesmo de abrir no Google Maps para Android e pesquisa para celular. Basta procurar a data de abertura laranja ", escreveu o gerente de produtos do Google Maps, Paul Cole.
  • 27 Set

    O que é e como aplicar SEO – Search Enginer Otimization

    Ter um blog, site, loja virtual ou até uma página em rede social são ótimos meios para a divulgação de produtos, serviços e outros empreendimentos. Entretanto, apenas publicar um conteúdo não é o suficiente para que o seu empreendimento faça sucesso. Para garantir que sua página aparecerá nos principais motores de busca é preciso mais do que um bom texto, são necessários conhecimentos de SEO. Provavelmente, o termo SEO já deve ter sido ouvido por você e pela maioria das pessoas que trabalham na web. Entretanto, ainda existe muitas dúvidas sobre como aplicar esta técnica. Se você está na lista daqueles que não sabem como aplicar SEO de qualidade, aprenda um pouca mais sobre ela. O que é SEO e como funciona? A técnica SEO é um trabalho realizado dentro uma publicação na web que tem a capacidade de fazer com que uma página tenha mais visibilidade. Assim, quando as pessoas realizam uma pesquisa, se torna mais fácil de que ela apareça nos primeiros resultados, permitindo que ela se torne mais visível. A sigla SEO advém do termo inglês Search Engine Optimization, o que em português quer dizer Otimização para motores de Busca. Ele foi originado devido ao fato do grande crescimento dos sites de busca. Antes da criação da técnica, ao buscar por um elemento dentro de um site de busca, este, apresentava os links por ordem alfabética. Hoje em dia, a técnica consiste no uso de palavras-chave dentro do texto publicado de maneira ordenada. Quando alguém busca por esta palavra-chave, se ela estiver bem posicionada em sua página, o seu site terá mais chances de aparecer na primeiras colocações da busca. Para que você entenda sobre o que estamos falando, suponhamos que você tenha uma página na web que fala sobre suplementos alimentares para musculação. Se uma pessoa busca por esse assunto na web, caso em sua página os conhecimentos em SEO forem bem aplicados, certamente ela irá aparecer nos primeiros resultados. Isso significa que a probabilidade de sua página ser visitada aumenta muito. Porém, ainda no que diz respeito aos mecanismos de busca, temos dois tipos de tráfego. Tráfego orgânico: aquele relacionado com a boa prática SEO em uma página que gerará bons resultados quando os assuntos relacionados a ela são apresentados em um site de busca. Tráfego pago: são resultados da busca que aparecem no topo da página com um símbolo verde. As técnicas de aplicação de SEO Para aplicar técnicas de SEO existem duas exigências a serem cumpridas para que ela apresente resultado. Estas são chamadas exigências dos elementos internos ( On page) e exigências dos elementos externos ( Off page). Os elementos On Page consistem em: • Título da Página: Não precisa ser obrigatoriamente o título do artigo, o título da página é um elemento de suma importância, pois, ele dará visibilidade à sua página. Deve apresentar palavras chave de grande relevância e recomenda-se que ele tenha no máximo, 65 caracteres. • Meta Description: Consiste em um elemento que aparece nas páginas de resultados mostrando ao usuário o que a página apresenta o convencendo de que ele deve acessá-la. Ela deve ser informativa, interessante e atrativa. • URL: A URL também apresenta elementos que podem melhorar ou piorra o posicionamento de sua página, pois, o Google também busca dentro dela palavras-chave. Portanto, o recomendado é que ela não apresente números, sejam curtas e sejam atualizadas conforme o conteúdo de sua página também for. • Imagens: As imagens também possuem um peso dentro do texto. E dentro deste item temos outros subitens que ajudam a sua página a ficar bem posicionada são eles: - Nome do arquivo: deve ser curto e simples. - Texto alternativo: caso a imagem não apareça, ele entra no lugar da imagem e auxiliam o programa de leitura do Google a entender o que a imagem representa. -Compactação da imagem: a imagem deve estar compactada para que o seu peso diminua e não afete o tempo de carregamento de sua página. - Inserção em local adequado: a imagem deve estar próxima do conteúdo que ela representa. • Headings São os subtítulos da página e são indicados por H1, H2, H3, e assim por diante. O H1 é o título da página e o restante, tem como objetivo manter a hierarquia das prioridades apresentadas no texto. Uma dica é ter a palavra-chave dentro destes subtítulos, pois, elas também ajudam no posicionamento dentro do Google. • Texto Saber trabalhar com a palavra – chave dentro de seu texto pode auxiliar para que ele melhore a posição de ranqueamento de sua página. Entretanto, a palavra-chave não deve ser trabalhada de forma exagerada, pois isso pode prejudicar a sua página uma vez que, o Google ao entender que o conteúdo parece forçado, pode punir sua página fazendo com que ela não seja exibida quando os termos relativos foram procurados no site. É preciso fazer com que o leitor se sinta à vontade para ler o conteúdo sem que ele pareça forçado. Para tanto, além da própria palavra-chave, é importante que você também utilize em seu texto alguns sinônimos de modo a tornar sua leitura mais agradável. • Linkagem Interna A linkagem interna tem como objetivo facilitar a vida dos usuários, assim, eles podem conhecer outros elementos relacionados ao tema que você escreveu, aumentando o tráfego dentro de sua página. Para tanto, é preciso que estes elementos sejam distribuídos de forma estratégica dentro do texto • Sistemap.xml O sistemap.xml consiste em um mapa criado dentro do site para que os robôs dos motores de busca consigam identificar e indexar páginas indicadas por você para serem armazenadas no servidor em formato xml. A intenção aqui, é a de tornar o site mais acessível pelo google, entendendo a sua estrutura para que ele consiga pesquisar os elementos de maneira completa. Os elementos Off Page consistem em: Elementos Off Page consistem naqueles que complementam a página, para que você consiga bons elementos Off Page em sua página é preciso que você faça que outros sites façam linkagens ao seu. Existem algumas dicas para que isso aconteça, vamos falar sobre elas: • Elaboração de bom conteúdo A elaboração de um conteúdo autêntico, dinâmico e de qualidade permite que seu site seja procurado por muitos outros. Além de um website é importante que você tenha outras páginas como as de redes sociais para que as pessoas tenham conhecimento de seu site. • Visita em Blogs Visitar blogs, ler o conteúdo e deixar comentários também são uma ótima opção para fazer com que sua página tenha mais visibilidade. Entretanto, os comentários ali deixados devem apresentar conteúdo de qualidade. Assim, você adquire o respeito dos donos dos blogs, além de ganhar mais visibilidade em seus conteúdos. Desenvolvendo conteúdos com as técnicas de SEO O desenvolvimento de conteúdos significativos que produzam um bom ranqueamento passam não só por técnicas de boa escrita, mas também as formas como elas se posicionam. Neste sentido, vamos falar como desenvolver conteúdos de qualidade com as técnicas de SEO: • Palavras –Chave As palavras-chave devem ter um posicionamento em ranqueamento, e para saber quais são elas, você pode optar por abrir uma aba em seu navegador e usar as sugestões que o próprio google dá mediante o assunto a ser desenvolvido. Existem outras ferramentas que podem auxiliar na busca de palavras-chave, como por exemplo a do site keywordtool.io que fornece as principais palavras-chave relacionadas ao assunto que você deseja escrever. • Bullets A utilização de bullets em seu site além de tornar o texto mais apresentável, também facilita no escaneamento dos motores de buscas. Assim, a sua página se torna mais relevante dentro os resultados de pesquisa realizados pelo usuário. • Escrita otimizada Uma escrita otimizada leva em consideração a apresentação do conteúdo e como ele é escrito. É recomendável que um texto não apresente mais que 4 linhas por parágrafo, e que apresente pontos finais a cada 20 palavras. Isso facilita a leitura do usuário e permite que ele se torne mais acessível para os sites de busca. • Apresentação numérica Uma apresentação numérica chama muita atenção, isso quer dizer que ao invés de escrever um número por extenso, você deve apresenta-lo numericamente. Isso também facilita a identificação pelos mecanismos de busca. • Quantidade de palavras por subtítulos Cada seção de subtítulo não deve apresentar mais do que 300 palavras, isso auxilia no bom desenvolvimento da leitura, bem como, também é uma forma de facilitar o escaneamento de busca para o seu site. As vantagens das técnicas de SEO As vantagens das técnicas de SEO visam o aumento do alcance da sua página a tornando mais atrativa e criando autoridade oferecendo um diferencial. Elas se tornam uma forma de se destacar mediante os concorrentes de maneira autêntica, permitindo que sua página chegue às primeiras posições de ranqueamento do Google. O processo de aplicação da SEO requer um pouco de conhecimento sobre o assunto e aplicação prática que pode ser aprimorada com as experiências. Desenvolver um conteúdo com um bom SEO não é uma tarefa difícil, mas sim, uma tarefa a ser investigada e aprofundada para que possa apresentar um resultado satisfatório.
  • 12 Set

    O futuro do Jornalista está em jogo com a Inteligência Artificial?

    Aqui está um fato assustador que a maioria dos criadores de conteúdo de SEO pode não querer enfrentar: conteúdo gerado pela AI já está acontecendo. Em 10 anos, o conteúdo gerado por IA provavelmente será a norma. Em 20 anos, os criadores de conteúdo de robôs podem assumir totalmente as rédeas.

    Joe Pulizzi, fundador do Content Marketing Institute, recentemente disse exatamente isso:

    “Em 10 anos, a maior parte do conteúdo será gerada por software. Em 20 anos, os humanos se perguntarão por que perdemos tanto tempo na criação de conteúdo. Não vejo outro jeito de contornar isso.

    Joe Pulizzi na criação de conteúdo e AI

    Então, novamente, eles podem não. Então, se você é um criador de conteúdo, você deveria desistir agora? Nós rolamos em derrota e cedemos nosso trabalho aos bots?Não é bem assim. Antes de nos aprofundarmos em por que os escritores humanos permanecerão valiosos por meio da tecnologia de geração de linguagem natural (NLG), vamos primeiro examinar algumas das tecnologias que já estão produzindo milhões e bilhões de conteúdos.  Pronto para conhecer os escritores de robôs? Vamos começar por aí (e não se preocupe: leia todo o post para ter uma opinião final sobre o estado da criação de conteúdo de AI e SEO).

    1. Heliograf (The Washington Post)

    Em 2016, o Washington Post desenvolveu nosso primeiro espécime, o Heliograf, para ajudar a cobrir as Olimpíadas de 2016 no Rio. Este bot foi capaz de gerar relatórios curtos para os leitores que os atualizaram sobre os resultados de vários jogos, incluindo prêmios de medalhas.  Segundo a editora, essa tecnologia não foi desenvolvida para substituir os escritores, mas sim para ajudar a liberar seu tempo. Compilar relatórios baseados em dados é uma tarefa mundana e meticulosa. Repórteres poderiam gastar esse tempo fornecendo insights, histórias e análises "de maneiras que só eles podem".

    Exemplos de postagens curtas baseadas em dados compiladas por Heliograf para o Twitter
    Exemplos de postagens curtas baseadas em dados compiladas por Heliograf para o Twitter

    Desde o seu uso inicial, Heliograf foi colocado para trabalhar na TWP. Em 2017, o robô escritor criou cerca de 850 artigos para a editora, como atualizações de jogos de futebol do ensino médio e cobertura automática de ganhos (o que poderia ser feito com muito mais precisão do que os humanos são capazes). Recentemente, a Heliograf conquistou o primeiro lugar no Prêmio Global BIGGIES de 2018, na categoria “ Excelência no Uso de Bots ”.

    Qual o custo?

    Neste momento, Heliograf é um software proprietário que ainda não está disponível publicamente.

     

    2. Pena (Ciência Narrativa)

    O próximo é Quill, "AI que comunica automaticamente informações relevantes em escala", de acordo com a empresa que o distribui , Narrative Science.

    Verdadeiramente, Quill nos dá uma boa ideia do poder e potencial que a tecnologia NLG poderia ter no futuro. De acordo com uma entrevista com um dos inventores de Quill, o software pode executar tarefas complexas, mas será executado em um PC comum. Sua maior façanha, no entanto, é a capacidade de gerar narrativas relevantes, focadas, "perspicazes" a partir de uma análise de dados compilados por máquinas ou por pessoas (pense em planilhas eletrônicas para postagens em blogs). No mesmo artigo, o fundador da Narrative Science, Kris Hammond, disse que a tecnologia poderia facilmente imitar o estilo de um jornalista esportivo e ainda produzir mais 1.000 vezes mais artigos.

    Como Quill trabalha?

    “O Quill coleciona dados sobre milhares de [pequenos jogos de beisebol amadores] e pode produzir milhares de artigos quase instantaneamente, um para cada partida, em um estilo similar ao dos jornalistas esportivos, que são fáceis de imitar.”

    Já em 2015, Quill estava escrevendo mais de 1 milhão de palavras por dia , de acordo com o MIT Technology Review.  As empresas que já optaram pelo serviço incluem a Forbes, a USAA, a T. Rowe Price e até agências de inteligência dos EUA.

    Qual o custo?

    A informação de preços da Narrative Science para o Quill não está disponível online, mas através de algumas pesquisas anteriores que fizeram através do Quora , descobriram que o preço é baseado em tipos de história (cada tipo de história é uma interpretação de um conjunto de dados específico).

    Um tipo de história poderia custar US $ 70 mil por ano , mas potencialmente produziria até cem mil histórias.

    3. Wordsmith pela Automated Insights (The Associated Press)

    Você sabia que a Associated Press, um dos maiores conglomerados de notícias do mundo, usa software de geração de linguagem natural para publicar milhares de artigos sobre ganhos trimestrais? Eles fazem isso, e a plataforma que eles usam é a Wordsmith da Automated Insights.

    Wordsmith por Insights automatizados

    De acordo com a página do produto Wordsmith:

    "A Associated Press usa o NLG para transformar dados brutos de ganhos em milhares de matérias publicáveis, cobrindo mais centenas de histórias de lucros trimestrais do que os esforços manuais anteriores."

    Eventualmente, juntamente com relatórios financeiros, Wordsmith passou a escrever sobre esportes universitários e beisebol da liga menor . Há uma grande ressalva que acompanha o sucesso de Wordsmith, no entanto, ele precisa de instruções extensas dos humanos para escrever no estilo e no tom corretos. Primeiro, os dados brutos - se isso significa estatísticas e pontuações esportivas ou as estatísticas de ganhos trimestrais de uma longa lista de empresas em um setor específico - precisam ser coletados e organizados.  Antes que esses dados possam ser “alimentados” para o Wordsmith, a plataforma deve primeiro entender como interpretá-la e escrever uma narrativa sobre ela. Assim, os humanos criam modelos e diretrizes para o bot seguir (o que o Automated Insights chama de “instruções baseadas em regras”).

    Por exemplo, para a Associated Press, Wordsmith usa o AP Style Guide, entre outros modelos, para escrever relatórios. Para uma ideia de como os humanos instruem o Wordsmith, veja estes exemplos de regras da TechEmergence:

    Como os seres humanos ensinam Wordsmith

    Eles também fornecem esse GIF, que mostra o produto inicial (dados brutos) e o produto final (um relatório claro e compreensível):

    Como os seres humanos ensinam Wordsmith

    Inacreditavelmente, Wordsmith pode produzir um relatório como o acima em meros segundos - contanto que ele tenha todas as informações, regras e diretrizes de antemão. A plataforma NLG não é apenas para grandes empresas ou entidades corporativas, nem é apenas para finanças e esportes. De acordo com a Automated Insights, a Wordsmith irá trabalhar para praticamente qualquer pessoa, independentemente do tamanho da empresa ou indústria.

    Como os seres humanos ensinam Wordsmith

    Qual o custo?

    Informações sobre preços para Wordsmith não estão disponíveis. No entanto, você pode solicitar uma demonstração pessoal da plataforma para ver como ela pode funcionar para sua empresa.

    Preocupado? Não seja: 3 razões pelas quais os escritores humanos são insubstituíveis

    Se toda essa conversa sobre conteúdo gerado por IA estiver deixando você ansioso sobre o futuro de seu trabalho como criador de conteúdo, relaxe.

    Apesar da crescente sofisticação da tecnologia, os humanos ainda têm a vantagem.

    1. Robôs não podem replicar o toque humano

    Robôs são robôs.

    Eles não têm emoções, memórias ou preferências e não amam ou odeiam nada.

    É exatamente por isso que os escritores humanos são insubstituíveis. Quando a escrita é profundamente humana, ela move as pessoas muito melhor do que nuas declarações de fatos.

    Veja Anyone's Real-Time Analytics
    O que você fará quando conseguir levantar a cortina na internet? Insights que você nunca quis ver. Dados que mudarão o marketing para sempre.  Nós nos importamos com as histórias . Para contar histórias, você precisa de um histórico de experiências significativas. Os robôs não os possuem.

    Se você quiser ver um ótimo exemplo disso em ação, veja essa comparação de um relatório escrito por robô versus o mesmo relatório escrito por um ser humano (via NPR).

    Você consegue adivinhar qual é o trabalho do humano?

    Se você adivinhou a História # 2, está correto. Essa história tem algum pano de fundo, um pouco de cor e transformações de frase que provocam emoção. Como, por exemplo, o trocadilho na primeira frase: "Denny's Corporation fez um grande estrondo no primeiro trimestre ..." Compare essa frase à abertura do bot: “A Denny's Corporation anunciou na segunda-feira um lucro de 8,5 milhões de dólares no primeiro trimestre”.

    É uma sentença decente, mas falta o talento do trabalho do escritor humano. Supostamente, esse tom e estilo podem ser programados na plataforma, mas exigiria ajustes longos e meticulosos e instruções dos humanos, primeiro. (E provavelmente muitos $$$.)

    Desculpe, robôs, você ainda não está lá.

    2. Conteúdo gerado por robôs é caro

    Enquanto alguns geradores de conteúdo de inteligência artificial são bem engenhosos, essa não é a norma. O que está prontamente disponível para o público não é quase ao nível do que as grandes empresas têm acesso. Para fins de pesquisa, experimentei o Articoolo , um gerador de conteúdo textual acessível, para ver o que aconteceria. Não é muito caro e está disponível para uso do público. Infelizmente, isso é tudo o que se tem a fazer. Eu dei um tiro na criação de conteúdo para o tópico "promoção de conteúdo".

    Eu entrei no meu tópico na caixa de entrada e apertei o botão do lápis. Depois de 2 minutos, a peça estava pronta, mas eu tive que pagar um total de US $ 19 pelo mínimo de 10 artigos (o site não permite que você compre o conteúdo peça por peça).

    Aqui está a frase de abertura desse primeiro resultado da Articoolo:

    A promoção de conteúdo é um assunto no universo da promoção relacionado à publicação de mensagens importantes para um público específico. White Papers serão um exemplo disso.

    Uhhh ...

    Não é bom.

    Aqui está o resultado da segunda tentativa, quando eu corri o mesmo tópico através do gerador novamente:

    O problema não coloca em sua ambição de embarcar na estratégia de marketing de conteúdo, as questões vêm de três áreas comuns: a complexidade do ecossistema de publicidade de conteúdo, pouca experiência ou entendimento com marketing de conteúdo, bem como questões técnicas de mensuração relacionadas a como O público-alvo consome conteúdo em diferentes dispositivos hoje.

    Não, não, não .

    Aparentemente, você recebe o que paga com conteúdo escrito por AI. Um mísero $ 1,90 por peça de conteúdo deixa você com cara de bobo que soa exatamente como um robô . Se você quer coisas que são realmente publicáveis, você terá que desembolsar para as grandes armas (veja: tecnologia como Wordsmith e Quill).

    3. Escritores de AI não são relacionados

    A menos que estejamos falando de algum escriba cyborg humanóide que viajou no tempo do futuro, os escritores robôs não são compreensíveis ou compreensivos como os escritores humanos. Por exemplo, olhe para influenciadores. O valor do marketing de influenciadores deverá crescer para US $ 10 bilhões até 2020.

    O que torna seu status tão poderoso?

    Vamos resumir a um aspecto:

    Eles são humanos que se relacionam com outros humanos em um nível humano.

    Muitas pessoas sabem, gostam e confiam nelas, porque elas se compartilham e se conectam com seus seguidores nas mídias sociais, blogs e outros meios de comunicação. Eles se relacionam conosco de maneiras reais e humanas. Assim, quando eles escrevem um blog ou criam um post no Instagram, ele pode ter um impacto incrível - pode mover pessoas, literalmente .

    Apenas um exemplo:

    @dirtbagdarling é uma ativista e influenciadora que regularmente inspira e move seus seguidores a se preocuparem com as causas que ela apóia. Este é um post que ela escreveu sobre proteger terras públicas e o meio ambiente: 

    E esta é apenas uma amostra dos comentários e respostas que ela recebe de posts como este: 
    Comentários no Instagram para @dirtbagdarling
    Os escritores humanos evocam respostas emocionais porque escrevem com emoção. Mesmo se tentarmos deixar de fora, ainda pode colorir nossas palavras. Até que os robôs tenham o poder da cognição independente (e talvez nem assim ), os geradores de conteúdo da IA ​​não podem replicar isso.

    Poderia um colega de trabalho robô aparecer em seu futuro?

    Então, a AI poderia substituir os escritores humanos em algum ponto não especificado nos próximos anos? Bem, talvez eventualmente. Mas pode levar centenas de anos para que a tecnologia atinja esse ponto. Agora, a possibilidade é maior que os escritores humanos irão confiar em ajudantes robôs cada vez mais para aumentar tarefas mundanas e cobrir um escopo mais amplo de informação. Procure ferramentas, sistemas e IA mais inteligentes em nosso setor: e trabalhe duro para manter seu lugar, sendo mais criativo, mais humano e menos robótico. Prepare sua posição no conteúdo ao mudar sua mentalidade como profissional de SEO.

    Não mais “deixe-me criar mais conteúdo de SEO” - em vez disso, pense em “como posso escrever com emoção, cor e criatividade?” 

    Resumindo: Você não estará desempregado tão cedo.

    Os robôs têm um lugar, mas não para substituir o humano criativo. É para ajudar e ajudá-los.

    Seu emprego? Seja o mais humano possível, adicione criatividade à sua escrita de SEO, e você estará em demanda ao invés de um emprego.

    Fonte: SEJ

  • 21 Ago

    O que o futuro da pesquisa visual e de voz vem fazendo com o SEO

    Uma entrevista interessante do colaborador Jim Yu descreve como os profissionais de marketing experientes estão usando a pesquisa visual e de voz para se envolver de maneira mais significativa com o público em cada etapa de sua jornada de compra. 

  • 26 Jul

    Nomes de domínio possibilitam melhorias no seu marketing

    Elaborar e executar um nome de domínio correto melhora os resultados do seu marketing.

     

    Muitas empresas de pequeno porte se saiam bem com o uso de um nome de domínio, empresas de todos os tamanhos podem se beneficiar do registro de vários nomes de domínio como parte da estratégia de nomes de domínio. Ter vários nomes de domínio pode fornecer boas oportunidades de marketing para envolver seus clientes e ajudar a expandir seus negócios.

    Melhor de tudo, um nome de domínio é versátil. Dependendo do tipo de campanha de marketing que você está executando, você tem a flexibilidade de personalizar sua abordagem. Por exemplo, você pode utilizar um nome de domínio para algo que exija muito pouco investimento de seu tempo ou dinheiro simplesmente apontando um nome de domínio específico para seu site existente ou redirecionando-o para a página de mídia social de sua empresa. Mas, se você tiver mais tempo e / ou um orçamento maior, poderá criar uma página de destino específica da campanha ou até mesmo criar um website totalmente novo.

    Vamos considerar algumas das seguintes estratégias mais específicas sobre como aproveitar um nome de domínio em seu marketing:

    Campanhas altamente segmentadas

    Se você estiver pensando em lançar uma campanha de marketing única que tenha como público-alvo específico ou distinto o público principal de sua empresa, considere usar um nome de domínio diferente que aponte para uma nova página de destino. Um sorteio, um evento especial, um programa de fidelidade, uma feira ou até mesmo um comercial são bons exemplos de quando você pode usar um nome de domínio e uma página de destino exclusivos, separados do website principal.

    Esta opção tem muitos benefícios. Permite-lhe:

    1. Adapte o conteúdo específico ao seu público-alvo. 
    2. Tente idéias criativas. 
    3. Teste mensagens que são diferentes do seu tom e sensação "corporativa" principal. 
    4. Acompanhe facilmente os resultados da sua campanha.

    Produtos e serviços específicos

    Às vezes, faz sentido “marcar” um produto ou serviço específico com seu próprio nome de domínio e site. Basta olhar para a Coca-Cola, onde muitos de seus produtos populares têm seus próprios sites dedicados, como dietcoke.com, dasani.com e minutemaid.com.

    Por exemplo, digamos que você seja um corretor de imóveis e deseje exibir uma propriedade premium de alto nível. Você pode registrar o endereço real (por exemplo, 123nameofthestreet.com) como um nome de domínio e direcionar potenciais compradores de volta a uma página de destino segmentada que forneça detalhes da propriedade, fotos e / ou vídeos.

    Ou talvez você seja uma firma de arquitetura comercial estabelecida e queira se expandir para a arena residencial. Registre um novo nome de domínio com esse mercado específico em mente e aproveite-o com um novo website, canais de mídia social e email de marca da empresa. Isso merece consideração porque pode ajudar com qualquer confusão que possa surgir entre seus clientes comerciais e residenciais.

    Ser criativo

    O marketing pode ser difícil em um mercado altamente saturado, mas aqui está uma ótima notícia… você tem muitas opções quando se trata de criar um nome de domínio para ajudar a impulsionar seus esforços, especialmente em termos de memorização e pesquisa do usuário. Considere usar um:

    1. Dia especial - www.blackfridaycardeals.com 
    2. Temporada ou feriado - www.snowydestinations.com 
    3. Localização - www.bestbakeryinlondon.com 
    4. Lema da campanha - www.keepdreamingup.net

    Precisa de inspiração? Tente um serviço de sugestão de nome de domínio como o TO Online ™. Rápido e fácil de usar, a To Online ajuda você a fazer um brainstorm com facilidade, fornecendo sugestões exclusivas e relevantes que o ajudam a se destacar da multidão e ressoar com seu público-alvo.

    Você pode experimentar o To Online aqui .

    Apenas para recapitular ...

    Você não precisa registrar milhares de nomes de domínio para ter sucesso no mercado competitivo atual. Mas com uma boa estratégia de nome de domínio, você pode usar alguns nomes de domínio adicionais para aprimorar seus esforços de marketing, o que pode ajudar a criar mais oportunidades para expandir seus negócios e manter seus clientes e clientes atuais altamente engajados.

    Quaisquer nomes e logotipos de empresas, produtos e serviços aqui mencionados são de propriedade de seus respectivos proprietários e são apenas para fins de identificação.  O uso desses nomes e logotipos não implica endosso.

  • 24 Jul

    Google Mapa faz mudanças pensando no georreferenciamento mundial

    Caso você utiliza alguma API do Google Maps no seu site, observe as mudanças já em ação do google.

    No seu site tem alguma API do Google Maps?

    Alguma página do seu site exibe um mapa de localização da clínica, escritório, empresa ou serviço?

    Este é um serviço fornecido pelo Google, gratuito para até 25.000 acessos diários no site (caso utilize a API de Javascript), ou seja, somente sites com um volume extremamente grande de acessos diários seria cobrado pelo serviço. Porém o Google está mudando o serviço dele (mais informações sobre as mudanças, podem ser vistas aqui: (https://cloud.google.com/maps-platform/user-guide/), e independente de seu site estar dentro do plano gratuito, agora será necessário cadastrar uma forma de pagamento (cartão de crédito) para eventuais cobranças, caso este limite de 25.000 acessos diários seja excedido.

    O que isso afeta no meu site?

    O prazo máximo para cadastrar esses dados de cobrança, é até 11 de junho de 2018, se até lá não for cadastrado nenhum dado de cobrança, os mapas que aparecem no seu site deixarão de funcionar.

    O que preciso fazer?

    Caso concorde com essa alteração do Google, você precisará incluir seus dados de cobrança na página onde suas APIs são gerenciadas (https://console.cloud.google.com/apis/). Outra alternativa, seria remover o mapa do Google e inserir uma imagem do mapa (jpg) com um link para o Google Maps, fazendo isso, você não teria mais um mapa navegável no seu site, porém continuaria tendo um mapa ilustrado.Existem também inclusões de mapa no site, utilizando outra tecnologia do Google (embed), neste caso, você provavelmente não utiliza nenhuma API e não precisará fazer nada.

    Vou ter algum custo para fazer este procedimento?

    O atual plano gratuito do Google, é bem amplo, desde que você não ultrapasse 25.000 acessos diários, você não terá cobranças adicionais, porém não posso dizer se futuramente o Google resolverá mudar suas políticas novamente, e passar a cobrar por este serviço (sinceramente acho bem difícil o Google passar a cobrar por qualquer utilização deste serviço, pois afetaria muita gente… o próprio Google informou que 98% dos sites que usam o Google maps estão dentro do plano gratuito, ou seja, são poucos que passam de 25.000 acessos diários).

    Este estágio de desenvolvimento do ecossistema do Google Maps, inclui uma nova plataforma que agiliza as APIs já disponíveis e facilita sua implementação. As 18 APIs agora estão divididas em três categorias simples: mapas, rotas e lugares. No entanto, o código existente não será afetado. Pense nisso como uma forma de tornar as APIs do Google Maps mais acessíveis para futuros clientes. Os dados do Google Maps estão sendo abertos aos desenvolvedores de jogos, o que leva a mais experiências de jogos baseadas em localização, como o Pokemon Go e de empresas do setor automobilístico.

    Caso queira saber mais sobre os custos envolvidos, caso você ultrapasse a cota gratuita dos serviços do Google, basta consultar neste link: https://developers.google.com/maps/pricing-and-plans/

  • 24 Jul

    O Chrome começa a dizer que os sites HTTP não são seguros para navegarem

    Seu site está usando HTTPS ainda?

    O Google está lançando o Chrome 68, que começará a marcar as páginas que não usam URLs HTTPS como não seguras.Como você esperava, o Chrome, o popular navegador do Google, começará a marcar sites HTTP como não seguros a partir de julho de 2018. A partir de julho de 2018, o Chrome marcará todos os sites HTTP simples como "não seguros". O Google forneceu aos webmasters e editores um aviso de seis meses sobre a próxima alteração, e ela será lançada hoje. Em vez do pequeno ícone "i" para URLs HTTP, o Chrome adicionará um rótulo de texto "Não seguro" a isso.
    Veja a aparência atual dos usuários antes de fazer o upgrade para o Google Chrome 68. Observe que a maioria daqueles que fazem o download do Google Chrome está configurada para atualizações automáticas do navegador e, portanto, será atualizada para o Google Chrome 68 automaticamente no futuro. Boa sorte e bom trabalho as agências e datas center para reorganizar estes sites, apesar que muitos de nós já vinhamos trabalhando com estas mudanças.

Facebook
© Copyright 2018 - To Online by CodePedant